Fale conosco: 11 3672.6398

A poluição das águas!

A poluição das águas!

Posted by on set 3, 2015 in Blog

Todo mundo sabe que se o consumo e a contaminação da água no planeta continuar no ritmo de hoje, em poucas décadas, teremos sérios problemas para conseguir água para consumir.

Todo mundo sabe também, que se isso realmente acontecer, não vai ser por falta de água no planeta, mas sim, porque a grande maioria dos cursos de água são absurdamente contaminados todos os dias.

As águas são poluídas, por dois tipos de resíduos: os orgânicos e os inorgânicos. Os resíduos orgânicos normalmente têm origem animal ou vegetal e provêm dos esgotos domésticos e de diversos processos industriais ou agropecuários. São biodegradáveis, ou seja, são destruídos naturalmente por microorganismos. Entretanto, esse processo de destruição acaba consumindo a maior parte do oxigênio dissolvido na água.

Já os resíduos inorgânicos vêm de indústrias – principalmente as químicas e petroquímicas – e não podem ser decompostos naturalmente. Entre os mais comuns estão chumbo, câdmio e mercúrio.

Conheça melhor os tipos de poluição que contaminam as águas.

Em todo o planeta 2,4 bilhões de pessoas despejam seus esgotos a céu aberto, no solo ou em corpos d’água que passem perto de suas casas, porque não têm acesso a um sistema de coleta. No Brasil, a rede coletora chega a quase 60% da população urbana. Mas, a maior parte do que se recolhe não recebe nenhum tratamento e é despejada em rios e represas ou no oceano. Apenas 35,5% dos esgotos coletados são submetidos a algum tipo de tratamento.

Os Resíduos químicos são geralmente descartados por indústrias e pela mineração e são os mais difíceis de degradar. Dentre os mais nocivos estão os chamados metais pesados – chumbo, mercúrio, cádmio, cromo e níquel. A ingestão desses resíduos pode causar disfunções pulmonares, cardíacas, renais e também do sistema nervoso central. Vale a pena citar um dos mais tóxicos, o mercúrio, que é muito utilizado nos garimpos de ouro

Os Nitratos estão presentes no esgoto doméstico e nos descartes de indústrias e pecuaristas. A ingestão dessas substâncias pode causar sérios danos á saúde, em especial, das crianças. A alta concentração de nitrato na água de rios e mares estimula o crescimento de algas, fenômeno conhecido como eutrofização.

O Vinhoto é um efluente orgânico resultante da fabricação do açúcar e do álcool. Pode ser usado como fertilizante, mas acaba sendo descartado diretamente em corpos d’água das regiões produtoras de cana de São Paulo e do Nordeste. Vale lembrar que essa prática é proibida por lei.

A Poluição física pode ser caracterizada através da mudança da temperatura ou coloração da água. Por exemplo, algumas indústrias usam a água para resfriar seus equipamentos e depois a devolve ao rio. Ela continua limpa, mais está muito mais quente do que quando foi captada, o que causa danos aos ecossistemas. Outras atividades como certos tipos de mineração, podem despejar material radioativo nos rios, prejudicando a fauna e a flora.

A produção de detergentes que não são biodegradáveis está proibida no Brasil desde 1985. No entanto, apesar de menos nocivos, os detergentes e sabões em pó comercializados atualmente contêm fosfatos, substâncias que podem promover um crescimento acelerado de algas nos rios. Quando elas morrem, logo são decompostas por bactérias que consomem o oxigênio disponível na água e exalam mau cheiro.

O Chorume é um líquido contaminado que escorre de aterros de lixo e em alguns casos, de cemitérios. È importante que o lixo de aterros sanitários e industriais e também corpos devem estar em solo bem impermeabilizado e protegido para que não ocorra a contaminação do lençol freático.

Evitar a poluição industrial e urbana das águas é uma meta a se atingir em todos as partes do planeta.

É necessário que os governantes, os empresários e a sociedade acorde para um problema enorme que está na porta da próxima geração, a geração de nossos filhos!

Promova na sua casa o consumo consciente dos recursos naturais. Ensine seus filhos, mostre para ele com seus atos!

Até a próxima!

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *